Príncipe Harry e o turismo sustentável

Em 2018, segundo a Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas, 1,4 bilhão de pessoas viajaram internacionalmente e estima que, em 10 anos, o número de turistas que visitam países em mercados emergentes alcançará 1 bilhão por ano, representando 57% de todas as viagens internacionais.
Com o objetivo de tornar a indústria do turismo ambientalmente mais responsável, o príncipe Harry, duque de Sussex, está liderando um movimento global no engajamento de viagens sustentáveis, reunindo empresas, consumidores e comunidades. A iniciativa, denominada Travalyst, já reúne um grupo de empresas de viagens como o Booking.com, Skyscanner, TripAdvisor e Visa. Todas unidas para tornar o turismo menos prejudicial ao meio ambiente, educando as pessoas para que tenham consciência de que o turismo pode ajudar ou prejudicar o planeta. A questão principal é proteger e preservar os ambientes locais, o bem-estar e o patrimônio cultural em longo prazo, fazendo da sustentabilidade uma prioridade em todas as experiências de viagem.
“Às vezes, quando apreciamos a beleza do mundo, aumentamos a sua fragilidade”, diz o duque. “Cada vez mais, as pessoas esperam que as empresas de viagens ofereçam opções mais sustentáveis e desejam que o dinheiro gasto no turismo retorne às comunidades locais, e é aí que a Travalyst entrará”, completou.
Pequenas ações já estão sendo tomadas. Os grupos hoteleiros IHG e Marriott já anunciaram que estão banindo as embalagens plásticas para produtos de banho e corpo. E você, baby? Tem participado de iniciativas sustentáveis?

Deixe uma resposta

avatar
  Se inscrever  
Notificar de