vinho EstiloSugar scaled

Como ajudar seu Daddy a escolher o melhor vinho

Na hora de escolher um bom vinho, que tal surpreender seu Sugar Daddy e lhe dar dicas com uma sugestão maravilhosa para o dia dos namorados ou outra ocasião especial?

Existem regras básicas que você pode exibir ao seu par, de maneira discreta, durante o jantar, para que ele perceba que sua baby entende um pouco do que está falando. Guarde esta frase: um bom vinho não deve ser bebido e, sim, apreciado. Há uma etiqueta básica para a escolha do tipo: o tinto deve ser acompanhado por pratos de carne e o branco para peixes. É claro que você pode quebrar essa regra, mas isso é o que acontece usualmente.

O vinho com teor de álcool maior (isso vem escrito na garrafa) é uma bebida mais encorpada. Enquanto que aqueles que tem um percentual menor, são mais leves.

O rótulo é como se fosse o RG do vinho: ali você tem todas as informações que precisa. Tente sempre escolher uma bebida produzida apenas com uvas. Ahhh, as uvas, são diversos tipos, e você deve considerar também o país de origem. Por exemplo, Merlot do Brasil, Malbec da Argentina, Cabernet Sauvignon do Chile… Enfim…

Se as separarmos pelos tipos, temos: Cabernet Sauvignon, um tipo de uva mais doce e menos seca; Merlot, mais encorpada e frutada; Malbec e Tanat, famosas uvas do Chile e Argentina, com sabor bem encorpado e marcante.

No restaurante, você pode pedir dicas ao sommelier, que é o especialista em vinhos. Se quiser fazer uma surpresa, faça essa consulta antes de seu amado chegar ao local e brinque fazendo mistério sobre que bebida você escolheu para aquela noite especial.

Atenção para as combinações: peixes e frutos do mar vão bem com vinho branco ou rose. Isso também vale para frango. Já os tintos combinam com massas e carne vermelha. Se for comer uma refeição picante, prefira bebidas mais adocicadas. Queijos pedem vinhos mais encorpados. Bom apetite!

 

 

Por Renata Rode

0 0
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários