Relato de uma Sugar Baby

Relato de uma Sugar Baby

Sou a moça alta, morena e bem-vestida sentada na mesa reservada daquele restaurante chique e renomado (quem sabe já uma Sugar Baby). Poucos minutos depois de esperar, senti uma batida no meu ombro. “Você é ainda mais bonita pessoalmente. Sou o Rico”, disse ele com um sorriso sedutor (quem sabe o meu Sugar Daddy, eu ainda não sabia).

O alto executivo de 50 anos era bonitão e conservado. Depois de duas taças de espumante e um carpaccio de salmão, ficamos mais à vontade e conversamos sobre assuntos diversos e cotidianos, desde a situação do país até viagens que já fizemos. Inclusive, falamos sobre as nossas expectativas no universo Sugar e o porquê resolvemos ter esse tipo de relacionamento.

É claro que eu já tinha investigado um pouco sobre a vida do Ricardo (Rico era o apelido que ele usava) e sabia perfeitamente o que deveria dizer. Além disso, por mais que possa parecer estranho, é importante falarmos logo no início o quanto de açúcar a gente espera. E eu falei.

Posso dizer que ele gostou do que viu e do nosso papo porque, quando nos despedimos, ele me deu um beijo no rosto e colocou discretamente um envelope cheios de notas de R$ 50 na minha bolsa. “É um prazer conhecer você, querida. Seja bem-vinda ao meu mundo”.

Como me tornei Sugar Baby

Eu conheci o Rico através da rede social Meu Patrocínio, criada justamente para pessoas que querem viver o estilo Sugar. Lá, existem homens mais velhos e bem-sucedidos, Sugar Daddies, em busca de mulheres jovens, atraentes e interessantes, Sugar Babies.

Quando ouvi falar a primeira vez sobre relacionamento Sugar, achava que eu não era uma boa candidata para ser Sugar Baby e confesso que não compreendia bem o motivo das pessoas entrarem nessa vida. Fui criada em uma família de classe média. Estudei em boas escolas particulares e em uma universidade federal. Fiz mestrado, falo inglês, espanhol, francês fluentemente e tenho um ótimo emprego.

De fora, parecia uma pessoa realizada. Só que, na verdade, estava sufocando. Estava bulímica, desmotivada e deprimida, arrastada pela rotina. Sentia um vazio enorme e via meus sonhos ambiciosos muito distantes da realização. Meio que por curiosidade e desespero, pesquisei na internet “Sugar Baby” e encontrei o site do Meu Patrocínio.

Foi assim que vi meu caminho se iluminar e meus desejos se realizarem em uma velocidade que eu jamais acreditei que seria possível. Encontrei um mundo de generosos benfeitores dispostos a financiar tudo o que eu precisava. Aquele antigo vazio foi embora. Em 5 anos, viajei para 6 países que sempre quis conhecer, conheci os melhores restaurantes do estado e ganhei mimos e presentes que dificilmente conseguiria comprar. Dinheiro deixou de ser um problema.

Vi no relacionamento Sugar a alternativa perfeita para não casar com uma pessoa qualquer apenas pela imposição da sociedade ou seguir um plano de carreira já estipulado, sem ultrapassar os limites. Gosto da emoção de conquistar os Sugar Daddies, de aprender com eles, de conhecer pessoas influentes, do networking que a relação proporciona e, obviamente, de ter uma condição financeira que demoraria uma vida inteira para conseguir.

 

Apoio da família

Um belo dia meu pai (real) me questionou se eu estava traficando drogas. Risos. Ciente que meu trabalho não poderia bancar todos os meus atuais luxos, ele e toda a família estavam confusos sobre meu fluxo de caixa misterioso. Ele me ensinou a não depender de um marido para obter apoio financeiro e, de certa forma, eu estava seguindo seu conselho.

Eu simplesmente decidi contar tudo. Meus pais não ficaram extremamente empolgados ao ouvir meus métodos empreendedores, mas aceitaram minhas escolhas. Depois que tive depressão e o transtorno alimentar, eles se sentiram aliviados em me ver bem e saudável. “Nós só queremos que você seja feliz”, disse minha mãe. Minha avó é que ficou super entusiasmada. “Por que eu não pensei nisso quando eu tinha a sua idade? Eu tinha pernas lindas”. Risos.

Foi assim que eu descobri que o universo Sugar era o meu lugar. Hoje sou uma pessoa muito mais plena, satisfeita e completa. E você? Está esperando o que para também se encontrar? Acesse o Meu Patrocínio, faça seu cadastro e tenha a vida que sempre sonhou.   

Deixe uma resposta

avatar
  Se inscrever  
Notificar de