cuidados corpo feminino mulher lubrificantes sexo

4 coisas para não usar como lubrificante

O uso de lubrificantes é necessário para quem sente que as regiões de baixo estão um pouco mais secas do que o normal ou querem um pouco mais de lubrificação para a relação por motivos diversos. Assim, é natural pegar o que estiver mais fácil ao alcance da mão quando as coisas esquentam demais e não dá tempo de chegar na sala. Mas, existem alguns riscos de se usar loções, vaselinas, óleos ou saliva como alternativa aos lubrificantes. Veja quais podem ser esses riscos:

 

SALIVA

Uma das primeiras alternativas quando não se tem um lubrificante próximo e que pode ser uma das mais perigosas para se usar. Apesar de grande parte da população pensar que ela é uma boa alternativa, especialistas apontam que a saliva, apesar de ser molhada, não é escorregadia o suficiente para substituir a ação de um lubrificante. Sendo assim, você está perdendo tempo e gastando saliva à toa. Além disso, a saliva, quando introduzida em lugares indevidos pode aumentar as chances de transmissão de DST`s e causar infecções na vagina.

 

VASELINA

Parece ser um lubrificante, mas a vaselina, por ser derivada do petróleo, pode causar uma infecção. Uma mulher que usa algum derivado do petróleo como lubrificante está duas vezes mais exposta a ter alguma bactéria na vagina do que aquelas que não usam. Além disso, os derivados de petróleo reagem de forma negativa com o látex – material do qual é feita a camisinha – e facilitando a ruptura do preservativo.

 

ÓLEO DE BEBÊ

Óleos, independente se de bebês ou não, deixam a vagina mais propensa a ter alergias e problemas relacionados com fungos. Produtos à base de óleo não saem facilmente da vagina e podem permanecer lá durante vários dias.

 

LOÇÕES

As loções trazem em sua composição vários produtos como perfumes que podem facilmente causar inchaços e irritações na vagina.

 

0 0
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários