café

Valorize o ritual de fazer café

O café é protagonista quando o assunto é uma das bebidas mais consumidas em todo o mundo, por isso o ritual do preparo com a extração do sabor e aroma do café torrado e moído é muito valorizado. Você não vive sem ele, sugar baby?
Após o processo produtivo, o café passa pela etapa do preparo para consumo e devem ser seguidas algumas regras básicas para sentir o aroma do café coado na hora. “O preparo começa com a fervura da água, em torno de 90º C. Recomendo usar água mineral para fazer café, preferencialmente a que tem sais minerais. A água da torneira, em determinados lugares, tem muito cloro, o que altera o sabor da sua bebida”, explica Eliana Relvas, engenheira de alimentos e especialista em cafés.
Eliana esclarece que existem diferenças entre coar café no pano ou no filtro de papel. “O coador de pano tem uma trama mais aberta que permite a passagem de componentes que trazem corpo ao café. Enquanto o filtro retém essas substâncias e deixa a bebida mais translúcida. Os dois métodos são bons, mas o coador de pano precisa ser higienizado e depois de um tempo deve ser trocado. O filtro é descartável e mais simples de usar”, diz.
Aquele ritual de passar água quente na garrafa primeiro para deixar o café mais gostoso não é mito. A técnica, bem antiga e adotada por nossas avós, é indicada também para usar nas xícaras, no suporte para coador e no filtro de papel. “Principalmente para quem gosta de café bem quente”, ensina.
A especialista dá uma dica esperta para quem gosta de adoçar o café durante o preparo: “preferencialmente, prepare o café somente com água e adoce à parte. Assim, você economiza açúcar. Além disso, a calda do açúcar na água tende a aumentar a temperatura, alterando todo o sabor final da bebida na xícara, pois a água está mais envolvida com o produto adoçante do que com o café propriamente dito”.

Escreva uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.