pilula

Esqueci de tomar a pílula. E agora?

Esqueceu de tomar a pílula? Você não está sozinha, sugar baby! É bem comum que as mulheres esqueçam-se de tomá-la. Afinal, ingerir um remédio (qualquer que seja) todos os dias é uma imposição que demora um pouco até que o cérebro se adapte, ou seja, até que o compromisso se torne um hábito, virando algo automático. Quando isso acontece, tomar a pílula será algo tão natural quanto dirigir ou andar de bicicleta – e a mulher o faz sem perceber.

Até que o cérebro esteja condicionado a este hábito, no entanto, é certo que vez ou outra a mulher esquecerá de tomar a pílula anticoncepcional pelo menos uma vez. Quando isso acontece, muitas de vocês pensam que é só tomar a pílula esquecida e pronto. Só que na realidade, não é tão simples assim. Não basta tomar a pílula seguinte!

Segundo dr. Rodrigo Ferrarese, ginecologista e obstetra, quando você se esquece de tomar a pílula, os próximos passos dependerão de alguns fatores:

– Se você esquecer na primeira semana de uso e tiver relação sexual em até sete dias antes do esquecimento, avise seu médico. Caso não, siga a cartela normalmente. Use camisinha nos próximos sete dias.

– Na segunda semana de uso, tudo certo também. Tome o comprimido esquecido e siga a cartela.

– Caso o esquecimento tenha ocorrido na última semana de uso, emende a próxima cartela. Se for pílula contínua, tome quando lembrar e use preservativo nos próximos sete dias.

– Esqueceu dois dias seguidos ou mais? Neste caso desencane! Pare de tomar e reinicie o uso quando menstruar de novo! E, claro, neste período, use sempre camisinha.

É importante ressaltar que só lembrar de tomar o anticoncepcional não é suficiente: é necessário tomá-lo sempre no mesmo horário (a tolerância aproximada para o esquecimento é de quatro horas do horário correto).

Esquecer de tomar a pílula não pode ser frequente. Se você esquece sempre, que tal pensar em outro método contraceptivo, como o Dispositivo Intrauterino (DIU)? Ele fica guardado em você por anos, dispensando preocupação com esse compromisso!

É fundamental também lembrar que a pílula não evita infecções sexualmente transmissíveis! Associe camisinha quando estiver com um parceiro novo ou sem exames que comprovem a ausência destas doenças.

Escreva uma resposta ou comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.