unami

Chef indica pratos maravilhosos com ingredientes Umami pelo mundo

Lisiane Miura, chef de cozinha e nutricionista do Comitê Umami explica que a gastronomia tem seus encantos por todo mundo. “Diversas preparações saborosas do mundo todo levam ingredientes que conferem o umami, o quinto gosto básico do paladar humano”, explica a especialista.

Tomates, queijos, milhos, carnes bovinas e suínas são alguns exemplos tradicionais de alimentos umami. “O gosto está presente em todas as culturas do mundo. Quando experimentamos um prato típico, percebemos o umami por meio do aumento da salivação e da permanência deste gosto por mais tempo na boca”, ressalta.

Umami é o quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda. Foi reconhecido cientificamente no ano 2000, quando pesquisadores da Universidade de Miami constataram a existência de receptores específicos para este gosto nas papilas gustativas. O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias umami. As duas principais características do umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento.

“Há umami em diversos pratos típicos do Brasil como a feijoada, o vatapá, o bobó de camarão, o acarajé, o baião de dois, o pato no tucupi, o empadão goiano e o churrasco, preparações tradicionais e que são preferência nacional. São tantas opções que fica difícil selecionar só uma”, fala Lisiane.

Na Espanha, o cozido conhecido como Puchero é uma receita que utiliza alimentos ricos em umami em suas preparações. A mistura de carne suína e bovina é de dar água na boca! Já em Portugal, o bacalhau foi descoberto no século XV. Hoje, o alimento é conhecido como “fiel amigo” dos portugueses, os maiores consumidores da bacalhoada tradicional, que conta com alimentos umami, como tomate, cebola, ovos, batatas e, claro, o próprio bacalhau.

Nos países da Europa, principalmente na Itália, queijos e molho de tomate, ricos em umami, fazem parte do hábito alimentar. É possível encontrar essa perfeita união em um prato de macarronada, que, além de muito saboroso, é uma excelente pedida para uma refeição tipicamente europeia.

O hambúrguer: o queridinho de muitas nações, não foi inventado pelos americanos. Os alemães são os autores da receita que percorre o mundo, com variações apaixonantes. Além das carnes, que são utilizadas para preparar os hambúrgueres, os complementos, como queijo e tomate, também conferem o gosto umami.

Renata Rode

0 0
Article Rating
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários